COMO ESCOLHER A BALANÇA IDEAL PARA O SEU NEGÓCIO DE RETALHO

Hoje em dia, há balanças comerciais para todos os gostos. Por cá, temos as balanças com teclados analógicos e as balanças digitais, equipadas com software e ecrãs touch. Para retalho, há-as com ou sem impressora, com ou sem etiquetadora. Há-as também com ou sem wifi, com ou sem leitor RFID e com ou sem scanner 2D. As opções de e para balanças são mais do que imensas – até mesmo no que toca aos pratos onde colocar os produtos a pesar.

E o número de possibilidades – embora muito útil para obter a solução mais adequada para cada caso – vem dificultar o processo de escolha de uma balança para o seu negócio de retalho. Com tantas alternativas, torna-se realmente complicado perceber qual a que oferece mais vantagens.

Por isso mesmo, vamos ajudá-lo naquilo que podemos – e que conhecemos melhor -, apresentando-lhe algumas dicas que pode seguir no processo de escolha da balança ideal para o seu negócio: 

#1 – Compreenda bem cada uma das possíveis características de uma balança.
Antes de escolher a sua balança, procure decifrar cada uma das características técnicas que lhe estão associadas. Só conhecendo as especificidades de cada modelo de balança, é que poderá escolher aquele que mais se adequa à realidade do seu negócio. Conceitos como alcance e divisão são fundamentais para ser capaz de encontrar o equipamento de pesagem dos seus sonhos, tenha um supermercado, um talho, uma frutaria ou uma peixaria. Portanto, já agora, se tiver dúvidas sobre este tipo de termos, consulte a nossa lista com alguns conceitos relacionados com pesagem que deve conhecer.

#2 – Tenha em conta os artigos que vai precisar de pesar com a sua balança.
Este é um aspeto muito importante a ter em consideração na hora de escolher a balança ideal para o seu negócio. A dimensão, o peso e outras características dos artigos que pretende vir a pesar no seu equipamento são atributos determinantes para uma decisão bem-sucedida. Por exemplo, quando falamos em produtos de charcutaria de um talho ou supermercado, é inegável que cada grama conta e, assim, a divisão e precisão da sua balança devem ser elementos decisivos no momento de escolha.  

#3 – Defina quais são as funcionalidades indispensáveis da sua balança.
Atualmente, as balanças são equipamentos que vão muito além da pesagem. Ao mesmo tempo que cumprem a sua função principal – a de pesar -, as balanças servem também como pontos de venda (POS), onde é possível realizar uma infinidade de operações relacionadas com o registo e a faturação de produtos e até com a gestão de clientes. Dependendo das funções que quer incluir na sua balança, o preço pode variar bastante, pelo que deve escolhê-las com base nas suas necessidades – atuais e potenciais. Vamos exemplificar: se não tem – nem pretende vir a ter – cartão de cliente, pode dispensar o leitor RFID do seu equipamento de pesagem. E, se, por outro lado, não precisa – nem pensa vir a precisar – de imprimir talões e/ou de emitir etiquetas, também não precisa de ter uma balança com impressora e/ou etiquetadora, no seu supermercado, talho ou peixaria.

#4 – Observe bem o espaço onde vai colocar a sua balança.
Há muitos fatores relacionados com o espaço que devem influenciar a sua decisão relativamente à balança que vai utilizar no seu negócio. Antes de eleger o equipamento de pesagem que vai instalar, deve, portanto, verificar o exato local onde pretende vir a utilizá-lo. Diferentes estabelecimentos comerciais ou até mesmo diferentes departamentos dentro do mesmo negócio podem requerer diferentes modelos de balanças. No caso de peixarias e frutarias, onde o ambiente é mais húmido, pode beneficiar em adquirir uma balança de suspensão, desenvolvida para ser mais resistente a locais com um alto índice de humidade. E em função do espaço, deve também, claro está, escolher com cuidado a configuração – plana ou duplo corpo – da sua balança, de forma a que, por exemplo, o segundo display possa cumprir a função para que foi desenhado e ficar visível para os seus clientes.

#5 – Peça uma demonstração de algumas opções ao seu fornecedor.
Antes de escolher definitivamente uma balança, deve poder ver o equipamento e experimentar utilizá-lo pelo menos uma vez. Afinal de contas, variações como o tamanho dos displays e a configuração – plana ou em duplo corpo – das balanças afetam a ergonomia e a forma de utilização dos equipamentos, que podem e devem estar perfeitamente preparados para satisfazer aquelas que são as suas necessidades específicas.  E, para ter essa experiência, basta que peça uma demonstração de algumas das opções disponíveis ao seu fornecedor. Desta forma, terá oportunidade de verificar por si mesmo a facilidade de utilização de cada balança e decidir qual o modelo que melhor encaixa no contexto do seu negócio.